Cartinha-papai-noel

Querido Papai Noel

Eu nunca escrevi uma carta pro senhor. Pra falar a verdade (a gente sempre tem que falar a verdade, né?) eu nunca escrevi uma carta. Mas hoje estou sem whatsapp e não tem outro jeito. Me desculpe então se esta não for uma carta bonita e certinha como aquelas que o senhor tá acostumado a receber.

Não vou mentir dizendo que este ano fui super bonzinho, obediente e não fiz nada nada nada de errado. Na escola eu fui bom aluno, só teve uma vez que colei na prova de matemática, peguei chocolate do Serginho e joguei o iphone novo da Bianca na privada, porque ela ficava exibindo ele e me deu muita raiva, porque o meu pai ainda não comprou um novo pra mim porque ele não tá podendo viajar.

O meu pai falou que essas coisas não tem importância e que o senhor não ia achar que eu sou ruim só por causa disso. Ele falou que todo mundo cola na prova, que o Serginho precisava mesmo comer menos chocolate e que o pai da Bianca podia comprar trocentos iphone pra ela. E se não comprasse, ele comprava.

Meu pai também falou que eu não fiz bulliyng quando ficava imitando guincho de baleia na cara do Julinho Baleia, nem quando ficava rindo e chamando o Denis de florzinha, nem quando desenhava a Sofia com cara de bruxa na lousa e na porta do banheiro. Ele falou que o Julinho era gordo mesmo e que se não gostasse de ser chamado de baleia ele devia emagrecer em vez de ficar comendo feito um porco. Meu pai também falou que era bom eu chamar o Denis de florzinha, que eu tava fazendo um bem pra ele, porque assim o Denis ficava mais esperto e tomava jeito de macho. E a Sofia ele disse que menina feia tem que aprender a se arrumar e se enfeitar se não quiser ser chamada de bruxa, porque nossa! ela parece mesmo uma bruxa, o senhor tem que ver.

Eu também chamei a Bia de gostosa um montão de vezes mas o meu pai falou que isso é normal nos homens, e que a Bia é que fica provocando a gente usando aquelas roupas curtinhas mostrando o fundilho. Até os meninos da outra série ficam olhando pras pernas dela e mandando beijinho pra ela.

Aqui em casa eu também faço tudo certinho, viu? Só não arrumo os brinquedos nem meu quarto porque tem a arrumadeira que arruma. Eu trato todo mundo bem, até a Joana cozinheira que é de cor eu nunca chamei ela de negra. As vezes eu chamo ela de macaca mas ela sabe que é de brincadeira e nunca reclamou. Meu pai também chama ela de macaca quando ela não está perto. Minha mãe fala que cozinheira boa tem que ser de cor e a Joana é a melhor de todas. Por isso que ela tá com a gente mas ela não dorme lá em casa como os outros.

O senhor deve estar morrendo de curioso prá saber que brinquedo eu vou pedir, né? Só que eu não vou pedir brinquedo não. Olha, não fica chateado. Eu tenho brinquedo muito melhor que esses que o senhor tem aí. O que eu quero é outro tipo de presente. Queria que o senhor trouxesse o meu pai prá passar o natal em casa com a gente. É uma injustiça o que estão fazendo com ele. O senhor sabe que ele só fez o que todo mundo faz se quiser ser rico aqui no Brasil. Minha mãe fala que só pobre não faz e por isso é pobre. Foram os inimigos dele que armaram essa pra ele. Se o senhor puder trazer ele eu juro que é só este ano, viu? Ele vai fazer delação prá botar os inimigos dele na cadeia e no natal que vem ele já tá em casa. E aí nós vamos prá Miami comprar tudo o que eu quiser.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *